Portal MF

Notícias

GERAL

Black Friday: saiba como não cair em armadilhas


Postado em 14/11/2017 ás 02:04:03

Foto: Jon Nazca / Reuters

 A Black Friday, megaliquidação mais esperada por empresas e consumidores durante o ano todo, está programada para acontecer no próximo dia 24 deste mês. A data já conta com diversos anúncios de ofertas nas lojas físicas e online, porém, todo cuidado é pouco quando falamos, sobretudo, do comércio eletrônico.

Além dos preços abusivos, os riscos cibernéticos também surgem como uma ameaça para o consumidor. Eles vão desde fraudes e roubos de dados a vírus e malwares, que são softwares nocivos capazes de se infiltrar nos servidores. Segundo o Relatório da Segurança Digital, divulgado pelo DFNDR Lab, o Brasil registrou aumento de 44% no número de ciberataques no terceiro trimestre deste ano, comparado com o segundo. O país é o que mais sofre ataques na América Latina, além de estar na lista do ranking mundial.

De acordo com uma pesquisa recente realizada pelo Serasa, 3 em cada 10 brasileiros pretendem comprar na Black Friday neste ano. Outro dado, divulgado pelo Google Brasil, é de que as vendas por e-commerce para esta Black Friday devem crescer de 15% a 20%, comparado com o ano passado.

Para orientar os consumidores, o especialista em Cibersegurança da 4CyberSec, Rafael Narezzi, listou 6 dicas para quem quer fazer compras na BlackFriday com segurança e sem correr o risco de cair em golpes ou sites indesejados. Confira:

1. Não confie em links de ofertas “milagrosas”.

2.  Prefira acessar o site ao invés de clicar em links de e-mails, mesmo sendo de empresas conhecidas.

3. Tenha certeza que o website que está acessando é o legítimo da empresa. Às vezes, impostores compram domínios faltando uma letra no meio, confundindo facilmente os internautas.

4. Procure conhecer mais sobre a empresa, principalmente sobre quanto tempo está ativa no mercado e procure boas recomendações sobre ela. O Reclame Aqui e as redes sociais boas alternativas.

5. Antes de fazer suas compras, verifique se a empresa não está nas “listas negras”. Clique aqui e veja a lista dos sites suspeitos divulgado pelo PROCON. Clique Aqui e verifique quais empresas foram mais reclamadas no site do PROCON referente a Black Friday do ano passado.

6. Verifique se no site da empresa existe a opção de troca ou devolução. De acordo com o Decreto nº 7.962/2013, o consumidor tem o prazo de 07 dias a partir da data da compra/entrega para cancelar a compra e pedir ressarcimento.

Com informações do Noticias ao Minuto