Portal MF

Notícias

GERAL

Dermatologista alerta para cuidados com a pele durante o inverno


Postado em 12/07/2017 ás 18:36:33

Redação Portal MF

A combinação entre o frio e baixa umidade do ar pode resultar em uma pele sem brilho e ressecada. Durante o inverno é comum sentir o rosto, por exemplo, mais seco e com aspecto grosso em virtude da mudança de clima. No entanto, pequenas atitudes podem diminuir os efeitos da estação mais fria do ano na pele.

O dermatologista Octávio Guarçoni, que atende no Centro Médico da Conselheiro sinaliza os cuidados necessários nesta época do ano. O especialista começa sinalizando que a água quente pode ser uma aliada na hora de combater o frio do inverno, mas a temperatura elevada é a grande vilã da pele saudável. “Os banhos quentes devem ser evitados, uma vez que os mesmos aceleram o ressecamento e tiram a oleosidade natural da pele. Dessa forma, ao tomar banho a água deve estar morna mais para fria”, explica o Dr. Guarçoni.

Assim como nas outras épocas do ano, manter a hidratação é fundamental. Carregar cremes hidratantes na bolsa pode ajudar a sustentar o hábito na correria do dia a dia. “As partes expostas, como mãos e rosto; e as extremidades, como joelhos e cotovelos; são as que mais devem receber esta atenção”, pontua o dermatologista.

Por fim, o ar condicionado também está na lista dos cuidados com a pele no inverno, já que o aparelho diminui a umidade do ar, o que pode tirar o viço natural da pele, deixando-a áspera e seca. “A pessoa que fica diariamente sob o ar condicionado de redobrar os cuidados diários de hidratação, priorizando produtos mais fluidos e com menos óleo, principalmente para a região do rosto”, finaliza o Dr Octávio Guarçoni. 

Fique atento para as dicas do dermatologista: 

1) Beba, no mínimo, dois litros de água por dia;

2) Evite banhos muito quente e demorados;

3) Use hidratantes específicos para o seu tipo de pele logo após o banho, esse é um dos melhores momentos para maior absorção do produto.

4) Protetor solar. Por mais que os raios UVB tenham incidência reduzida, os índices totais ainda são muito altos e podem provocar danos acumulativos na pele