Portal MF

Coluna Feira Terra de Cultura

Tudo sobre a cultura feirense.
Por Emerson Azevedo

Publicada em 02 de Outubro de 2015 ás 23:58:58

Encontro internacional discute ‘o lugar do museu’ em Salvador

Foto: Thais Seixas

 O programa O Lugar do Museu será aberto nesta quinta-feira, dia 8, às 14h, no Palacete das Artes, bairro da Graça, em Salvador, com objetivo de discutir as questões que impactam as instituições culturais e museais em todo o mundo contemporâneo e fazem parte de mudança geral de paradigmas. Na programação, participam gestores de museus, curadores, professores e especialistas locais, nacionais e internacionais. As edições continuam todas as quintas-feiras do mês de outubro. Dia 15 no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM) localizado na Avenida Contorno, e na mesma quinta-feira (15), também no Goethe-Institut Salvador-Bahia/ICBA, no Corredor da Vitória. Já no dia 22 será no Museu de Arte da Bahia (MAB –Corredor da Vitória), e dia 29 no Palácio da Aclamação, Campo Grande (VER PROGRAMAÇÃO). 

O acesso é gratuito e aberto a todos interessados. A iniciativa é do Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura (SecultBA) e do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), em parceria com o Goethe-Institut Salvador-Bahia/ICBA. O IPAC administra os museus estaduais e é responsável pela política pública para os museus na Bahia. 

Como palestrantes confirmados, Mariana Lorenzi da Casa do Povo e Luiza Proença do Museu de Arte (MASP), ambas de São Paulo, Rosalba Lopes do Inhotim de Minas Gerais, Beth da Matta do Museu de Arte Moderna (MAMAM) de Pernambuco, e Angelo Farias do Museu Assis Chateaubriand da Paraíba. Ainda, Paulo Herckenhoff do Museu de Arte do Rio, o curador independente espanhol Pablo LaFuente e palestrantes locais como Heloísa Helena da UFBA. 

INTERNACIONAL – O Lugar do Museu terá a interface internacional com programação do Goethe-Institut Salvador-Bahia/ICBA, entre os dias 14 e 17. Confirmadas instituições como Museo Nacional de Etnografía y Folklore (La Paz, Bolívia), Museum für Moderne Kunst (Frankfurt, Alemanha), Museo de Antioquia (Medellin) e o Guggenheim (Nova York/Abu Dhabi). Completam a lista, o Museo de Arte Moderna (Buenos Aires), Museum Ludwig (Colônia), Moderna Galerija (Liubliana), além de curadores independentes que trabalham em locais como Johanesburgo, Istambul, Berlim e Munique. 

Os participantes de diversos países estarão no MAM-BA, debatendo sobre o futuro dos museus, modelos de gestão, mediação e diálogo no âmbito dos museus. Além das atividades no MAM-BA, os convidados farão visitas guiadas a espaços como Escola Parque (Caixa d'Água), Arquivo Público (Baixa de Quintas), Acervo da Laje (Plataforma), Solar Ferrão e Casa do Benin (Pelourinho). Esses profissionais estrangeiros terão também um encontro com o público no Goethe-Institut Salvador-Bahia/ICBA. Os resultados dos diálogos serão documentados e é possível que venham a ser apresentados em evento público durante a Documenta de 2017. 

Ainda na programação internacional de O Lugar do Museu acontecerá no MAB o curso Fazendo nossas coleções falarem com a professora Cecília Hurley Griener, da Escola do Louvre e PhD pela Universidade de Neuchâtel, França. O curso será nos dias 7, 8 e 9, sempre no turno da tarde. Inscrições no endereço seminariooutubro@gmail.com. Essa etapa de O Lugar do Museu é realizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM)/MinC, PPGMuseu, Ecole du Louvre e Palais du Louvre. 

CONCEITO – O LUGAR DO MUSEU – Um museu é apenas seu acervo ou também sua história e sua relação com a comunidade? O museu é um produtor de cultura e conhecimento científico? Quais as relações possíveis do museu com a comunidade? O que o museu pode aprender, mais do que ensinar? É possível inventar um novo museu para atender à sociedade contemporânea? Essas e outras questões, que estão sendo discutidas em instituições culturais e museais no mundo todo, serão abordadas nos encontros em formato de bate-papos. 

O papel social e artístico das instituições museais, seus programas e estratégias, modelos de financiamento, diálogo horizontal com a comunidade, são temas ainda difíceis, principalmente em uma sociedade, cujo senso comum ainda entende museu como um arquivo de objetos antigos, até mesmo quando se fala em “museu de grandes novidades”. Mesmo que museu servisse apenas à guarda de acervos, quais seriam os objetivos dessa instituição cultural com relação àqueles objetos e suas relações com a sociedade? 

CONTEMPORANEIDADE – Os órgãos responsáveis pelas políticas e questões acerca de temas museais, como o Conselho Internacional de Museus (ICOM), IBRAM e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), são unânimes em entender que museus são instituições que investigam, difundem e expõem os testemunhos materiais do homem e de seu entorno, para educação da sociedade e ampliação do campo de construção identitária, percepção crítica da realidade, produção de conhecimentos, “a serviço da sociedade e de seu desenvolvimento”. (Lei nº 11.904, de 14 de janeiro de 2009). 

A museologia contemporânea atua no sentido de ampliar a pesquisa sobre os programas desenvolvidos por museus e demais instituições, criando contato (direto ou mediado) entre seus programas e a comunidade (público, pesquisadores, artistas). No Brasil, diretores de instituições (como Walter Zanini em São Paulo; e Lina Bo Bardi também em São Paulo, mas sobretudo na Bahia) são casos de estudo sobre os caminhos possíveis para o museu no contexto brasileiro. O lugar do museu, e sua capacidade de criar e gerir um programa institucional coerente com sua história e contexto, tem sido um debate local e internacional. Já que, por sua própria natureza, as instituições museológicas têm intensificado a formação de redes transnacionais desde o período do pós-guerra. 

PROGRAMAÇÃO

08/10/2015, quinta-feira, das 14h às 18h

PALACETE DAS ARTES: R. da Graça, 289 - Graça, Salvador, 3117-6987.

Convidados: Mariana Lorenzi (Casa do Povo, SP) e Rosalba Lopes (Inhotim, MG)

Mediador: Murilo Ribeiro (diretor do Palacete das Artes)

Entrada a partir das 13h30. Acesso sujeito à lotação e estrutura do espaço.

Assessoria Comunicação: jornalista Cleide Nunes – cleide.palacetedasartes@gmail.com

(71) 3117.6997, 9974.5858

 

15/10/2015, quinta-feira, das 8h30h às 12h30

MAM: Av. Contorno, s/n, Solar do Unhão. 3116-8870.

Convidados: Pablo LaFuente (Espanha) e Luiza Proença (MASP, SP)

Mediador: Marcelo Rezende (diretor do MAM-BA)

Entrada a partir das 8h. Acesso sujeito à lotação e estrutura do espaço.

Assessoria Comunicação: Jamile Souzza – jamilesouzza.mam@gmail.com

(71) 3117.4445, 8165.3295, 9625.7588

 

15/10/2015, quinta-feira, das 17h às 19h

Goethe-Institut Salvador-Bahia/ICBA: Av. Sete de Setembro, 1809, Corredor da Vitória.

Encontro aberto ao público dos diretores/ curadores internacionais com profissionais de museus locais e a comunidade.

Acesso sujeito à lotação e estrutura do espaço.

Contato: Wiebke Keinengissen e Luiz Rangel - prog@salvadorbahia.goethe.org, (71) 3338.4700

 

22/10/2015, quinta-feira, das 14h às 18h

MAB: Av. 7 de Setembro 2340, Corredor da Vitória. 3117-6902.

Convidados: Beth da Matta (MAMAM, PE) e Angelo Farias (museu Assis Chateaubriand, PB)

Mediador: Pedro Arcanjo (diretor do MAB)

Entrada a partir das 13h30. Acesso sujeito à lotação e estrutura do espaço.

Assessoria Comunicação: jornalista Susana Serravalle – susanaserravalle@gmail.com

(71) 3117.6901, 8888.5038

 

29/10/2015, quinta-feira, das 14h às 18h

PALÁCIO DA ACLAMAÇÃO: Av. Sete de Setembro, 1330 – Campo Grande. 3329-3011

Convidados: Heloísa Helena (UFBA) e Paulo Herckenhoff (Museu de Arte do Rio, RJ)

Mediadora: Ana Liberato (Diretora de Museus do IPAC)

Entrada a partir das 13h30.

Acesso sujeito à lotação e estrutura do espaço.

Assessoria Comunicação: jornalista Yara Vasku – yaravasku.dimus@gmail.com, 3117.6445, 9119.7746

Por Emerson Azevedo

Outras postagens de Emerson Azevedo