Portal MF

Coluna Intervalo

O destaques do mundo do esporte
Por Cristiano Alves

Publicada em 18 de Julho de 2015 ás 23:04:35

Intervalo por Cristiano Alves

DEPOIS – De alguns dias de descanso, estou de volta ao batente no GRUPO FOLHA DO ESTADO. As baterias estão recarrregadas para seguir a jornada de trabalho, poré mesmo em descanso não deixei de acompanhar as coisas que cercam a nossa realidade esportiva.

POR EXEMPLO – Não foi novidade a péssima estreia de Serrano e Colo-Colo no Campeonato Brasileiro da Série D na semana passada. Ora, nem mesmo times como o Bahia de Feira e Vitória da Conquista, que possuem melhor estrutura conseguram fazer boas campanhas. O que esperar de Serrano e Colo-Colo que vivem dificuldades? Não dá para esperar nada mesmo.

O PROBLEMA – Deles e de outras equipes interioranas é a falta de estrutura para tocar projetos, que começam bem, alcançam seus objetivos iniciais, porém falta sequência, falta foco para seguir um planejamento estratégico, ou seja, se monta uma estrutura que logo se desmancha. Esse não é somente um problema dos clubes pequenos, mas dos grandes também.

O BAHIA – Montou uma estrutura, subiu para a Série A em 2011, depois ficou durante os últimos anos capéngando e aos trancos e barrancos vinha se mantendo na Série A. Porém, como a rapaziada costuma dizer, “a casa caiu” no ano passado, quando o time foi rebaixado para a 2ª divisão do futebol brasileiro.

OLHA O VITÓRIA – Montou um bom time em 2013, foi quinto colocado no Campeonato Brasileiro da Série A, por pouco não chegou a se classificar para a Copa Libertadores da América e no ano passado teve vários problemas que o levaram ao rebaixamento para a Série B.

AGORA – Tanto ele, Vitória, como o Bahia estão com projetos razoáveis, com times que têm feito boa campanha até aqui na Série B, porém, quando se pensa em futuro logo vem o medo porque esta estrutura de hoje dá para o gasto, mas se levar a diante sem o devido reforço é lógico que cai por terra.

É O QUE TAMBÉM – Tenho pensado, com relação ao Fluminense de Feira, que voltou a 1ª divisão baiana através de um belo projeto montado por seus dirigentes, que foi coroado de êxito, embora, muita gente sonhasse com o título, mas não veio e, se analisarmos friamente, há males que vem para o bem.

SE O CLUBE – Fosse campeão, por um lado satisfaria ao ego dos torcedores, porém os dirigentes teriam sérios problemas para a sequência do trabalho. Comparando, o Fluminense campeão, seria como aquele homem que acabou de juntar um bom dinheiro, mas de imediato gastou de forma errada e a grana acabou.

LOGICAMENTE – O clube campeão haveria uuma super valorização e os dirigentes não conseguiriam segurar atletas e até mesmo a comissão técnica. Ora como se dar sequência em um porjeto sem uma base? Aconteceria isso, como aconteceu com o Bahia de Feira: foi campeão baiano e praticamente desmanchou o time porque os atletas estravam valorizados e indiretamente comerçaram a forçar situações que levaram os dirigentes a negocia-los com outros clubes.

É POR ISSO – Que tem dirigente aí que diz todo ano que vem para ser campeão. Isso é só da boca para fora porque na verdade o grande objetivo é não cair para a 2ª divisão. Se monta um time neste moldes para se manter e aí o que vier é lucro: se tiver um ou outro jogador para negociar, se faz o negócio, se não tiver tá tudo certo e a vida segue.    

VOLTANDO AO TOURO – O que os dirigentes precisam fazer é justamente manter o projeto, acima de qualqer coisa, isto porque já existem boatos dando conta de que está havendo um racha dentro do clube  por conta da saída de dirigentes. Ora, num clube que ainda está buscando firmar uma estrutura é normal que se tenha uma ou outra saída. Anormal é haver uma debandada e isso não está acontecendo.

É PRECISO – Agora, mais do que nunca, que o presidente Gerinaldo Costa “blinde” o Touro porque as conversas estão rolando, as distorções podem acontecer e isso pode trazer efeitos danosos ao clube. Ou se blinda agora ou o Fluminense logo logo ficará na berlinda. 

Cristiano Alves - Jornalista - DRT-BA-2300 

Colunista de Esporte do Portal MF e Editor chefe do Jornal Folha do Estado 

Por Cristiano Alves

Outras postagens de Cristiano Alves