Portal MF

Coluna Intervalo

O destaques do mundo do esporte
Por Cristiano Alves

Publicada em 23 de Outubro de 2016 ás 17:32:05

Intervalo por Cristiano Alves

 TEM COISAS – Que não precisa se inventar muito para que dê certo. O esporte sempre foi o grande filão para se unir pessoas de diferentes classes sociais, porém ainda vejo a falta de uma política definida sobre como se utilizar esta ferramenta. A forma que o esporte é visto no contexto geral continua sendo o grande problema para uma real evolução.

ORA – A grande consequência disso é justamente os resultados pífios em competições de um modo geral, onde ficamos há anos luz atrás de países que são infinitamente menores que o Brasil. Porém, mesmo pequenas estas nações têm uma grande visão sobre a importância do esporte e consequentemente implantam politicas capazes de trazer resultados inimagináveis.

AQUI – Só se pensa em fazer competições que verdadeiramente são uma pirotecnia porque os resultados práticos são invisíveis. A cidade vive nestes 30 dias as Olimpíadas Estudantis, mas acho que muito mais importante do que o evento e o seu objetivo é um trabalho de base efetiva que deveria ser feita e não é.

SE VÊ – Práticas fulgazes, que tem tempo para começar e terminar, ou seja, não existe sequência, não existe um efetivo trabalho que envolva todo o contexto passando também pela educação. Hoje, se as Olimpíadas Estudantis não acontecerem não vai haver impacto nenhum por conta da forma que elas acontece, ou seja, elas não são uma sequência de uma prática organizada das modalidades esportivas nos colégios e daí a fulgacidade.  

DIANTE DISSO – Enquanto não houver uma organização real feita através de um trabalho de base, passando pelas escolas, e consequentemente pelos seguimentos esportivos dificilmente vamos ver Feira de Santana com uma secretaria de Esportes, cuja discussão sobre a sua implantação vem se esvaziando ao longo do tempo. Hoje, ninguém está mais disposto a levantar esta bandeira.

ATÉ PORQUE – Da forma como as coisas acontecem para se ter uma secretaria efetivamente em Feira precisaria um filho de Deus cria-la. Hoje, da forma que as coisas estão, na verdade ela seria um “cabide de empregos” e não efetivamente uma gestora do esporte porque a secretaria tem a função de gerenciar as práticas esportivas desde a sua concepção à forma como elas são administradas especificamente.

É PRECISO – Mudar a cabeça das pessoas que na verdade devem ter o objetivo de se unirem e organizarem os seguimentos esportivos e não fazer de cada prática uma coisa isolada, onde só uma pessoa ou um grupo domina, determina e as situações sempre acontecendo da mesma maneira. É por isso que vemos o esporte em alguns seguimentos altamente divididos e legalmente amparados pela Lei Pelé.

NÃO VOU – Dizer que a Lei é errada. No entanto errada é a forma como as pessoas se utilizam de determinadas prerrogativas como esta de criar ligas e associações independentes. Claro que cada um faz ao seu bel-prazer, no entanto se as cabeças parassem para pensar veriam que as divisões só enfraquecem as modalidades. Aí vem a questão: como cobrar dos governantes se os seguimentos já se mostram enfraquecidos em suas bases?

A VERDADE – É que enquanto as pessoas não mudarem as suas concepções sobre o modo de se administrar o esporte vamos ver ações completamente vazias, sem uma sequência. Ou seja, vamos ver belos resultados num período e de uma hora para outra as coisas desandando. Aliás isso não é novidade não só aqui em Feira, mas em outros lugares espalhados pelo Brasil.

FALANDO EM FEIRA – Hoje a seleção feirense tem confronto decisivo diante de Cachoeira na Vila Olímpica dos Amadores pela terceira fase do Intermunicipal. Ora, a partida deveria ser realizada no Joia da Princesa, na preliminar do jogo do Fluminense até para se atrair mais público, que sinceramente anda muito afastado do estádio ultimamente. Não sei o porquê, mas seria interessante uma rodada dupla.

O TIME – Tem tudo para passar a próxima fase da competição, embora Cachoeira, mesmo diante de muitas dificuldades. A base é muito boa e alguns atletas em especial têm se destacado o que realça ainda mais o momento vivido por Feira, que leva um ligeiro favoritismo para passar adiante.

TUDO TAMBÉM – O Fluminense tem para confirmar a sua presença na fase semifinal da Copa Governador do Estado: joga em casa diante do PFC Cajazeiras e precisa de um simples empate para se classificar. Mesmo com todos os problemas o time está bem e você torcedor tem que comparecer em bom número para ajudar o time neste momento.

Cristiano Alves - Jornalista - DRT-BA-2300

Colunista de Esporte do Portal MF e Editor chefe do Jornal Folha do Estado

Por Cristiano Alves

Outras postagens de Cristiano Alves