Portal MF

Coluna Intervalo

O destaques do mundo do esporte
Por Cristiano Alves

Publicada em 12 de Outubro de 2016 ás 01:21:06

Time de futsal tem plano de contratar famoso jogador de campo

Foto: Arte/ TV TEM

 Em algum momento qualquer amante de um bom drible já deve ter pensado como seria um time com Robinho e Falcão jogando lado a lado. Pois o sonho pode se tornar realidade. Nem que por apenas uma partida. 

Claro que o craque do futsal e o rei das pedaladas já atuaram juntos em diversas peladas de fim de ano, mas agora Falcão e Robinho podem se tornar companheiros de equipe nas quadras. 

– O Robinho me disse algumas vezes que deseja jogar o último ano no futsal. É uma coisa que pode acontecer, sim, comigo como gestor – revela Falcão. 

Um dos desejos de Robson Jr., filho mais velho de Robinho, é ver o pai jogando futsal. Muito amigo de Falcão, a ideia é poder jogar ao lado do maior nome da história do esporte, nem que por apenas uma partida. O atacante do Atlético-MG começou no futsal e admite que sua habilidade vem dos tempos que jogou na quadra. 

Porém, o negócio pode estar longe de ser concretizado, já que o atacante tem 32 anos e contrato com o Atlético-MG até o fim de 2017, podendo jogar futebol por mais algumas temporadas. 


Aos 39 anos e consciente de que o fim da carreira está cada vez mais próximo, Falcão já pensa em alternativas para manter o futsal em evidência no Brasil. Atualmente, é notório que muito do que o esporte fatura com publicidade e mídia no país é por conta da sua visibilidade em todo o mundo. 

O camisa 12 é o maior jogador da história do esporte e sua saída das quadras abrirá uma lacuna que talvez o futsal jamais preencha. Porém, o próprio jogador demonstra preocupação com o futuro da modalidade e busca formas de o manter atrativo. 

A contratação de Robinho para o Sorocaba e a chegada dele ao futsal, nem que por apenas uma temporada e em partidas pontuais, certamente ajudaria o esporte a se manter em evidência e a atrair investimentos, algo que Falcão promete continuar buscando como gestor. 

Com informações do Globo Esporte

 

Por Cristiano Alves

Outras postagens de Cristiano Alves