Portal MF

Coluna Intervalo

O destaques do mundo do esporte
Por Cristiano Alves

Publicada em 11 de Junho de 2016 ás 22:16:40

Em despedida, Fred afirma que seu pensamento agora está no Atlético-MG:

Foto: Taynah Espinoza e Flickr Oficial / Fluminense

 A despedida aconteceu. Após ser adiada a entrevista coletiva de Fred na última quinta-feira (09), por conta de pendências burocráticas junto ao Atlético-MG, o centroavante fez seu pronuciamento oficial na sede das Laranjeiras, na noite desta sexta-feira (10).

Visvelmente emocionado, o jogador iniciou sua fala afirmando que precisava agradecer a todos os membros do Fluminense, desde os funcionários até o presidente Peter Siemsen.

“Tantas vezes esse momento esteve perto e infelizmente hoje aconteceu. Já passei por momentos aqui que a saída parecia certa e eu permaneci. Achava que mais uma vez ia acontecer isso, mas não foi assim. Só tenho que agradecer todos que me deram apoio. A diretoria, ao Peter, ao Jorge, aos jogadores. Todos os funcionários, os torcedores que me abraçaram em momentos difíceis”.

Depois, o ex-capitão tricolor explicou quais motivos o levaram a aceitar a proposta do Atlético-MG e deixar o clube carioca após sete anos e 172 gols marcados em 288 partidas. Fred, inclusive, afirmou que, agora, seu pensamento é conquistar a torcida do Galo. Além disso, o jogador revelou que irá comemorar gols contra o Cruzeiro e também diante do Fluminense.

“Vou comemorar contra o Cruzeiro. Meu único pensamento hoje é conquistar a massa atleticana, demonstrar para aos poucos que a relação pelo Cruzeiro continua de respeito. Mas com a camisa do Galo vou fazer de tudo para fazer gols e espero que já seja domingo. Vou dar a vida para fazer gols, até no Flu”.

Por fim, Fred explicou que não comentou nada sobre o andamento da negociação devido a rapidez com que as coisas aconteceram. O atleta de 33 anos disse ainda que dificilmente os torcedores do Tricolor irão entender sua saída, mas que a situação pode ser amenizada com o tempo.

“Eu não poderia falar nada antes, só depois de assinar. Não tinha como dar satisfação antes. Uma coisa clara para mim: quando um jogador saia aqui do Flu, eu ficava chateado porque amo o Fluminense. Imagina o torcedor? Ele não vai entender a diretoria e nem a mim. Só vamos ter dimensão do que foi construído juntos, de todas as dificuldades, com o tempo. Agora fica uma ferida”.

 

Com informações do Esporte Interativo 

Por Cristiano Alves

Outras postagens de Cristiano Alves