Portal MF

Coluna Feira Terra de Cultura

Tudo sobre a cultura feirense.
Por Emerson Azevedo

Publicada em 26 de Janeiro de 2016 ás 18:04:19

Palco Multicultural movimenta Terreiro de Jesus no Carnaval 2016

O Carnaval de Salvador 2016 começa com novidades no Centro Histórico. A partir do sábado (6) até a terça-feira (9), 15 atrações vão agitar o público presente no Terreiro de Jesus, no Pelourinho, com repertórios que incluem rock, reggae, rap e discotecagem. A festa começa sempre às 19h, e no primeiro dia terá Rafael Pondé, seguido da banda Futuro do Reggae, Nova Saga e Ursumany e Yolanda, convidados internacionais.  

No domingo (7), sobe ao palco o grupo DNX, seguido de Jô Calado, Lukas Kinte, e Nova Era, que encerra a noite. Nos dois dias, as pick-ups serão comandadas nos intervalos dos shows dos quatro dias de festa pelos DJs Rubi e Akani. 

Com apresentação prevista para a primeira noite, o vocalista Akaney, da Nova Saga, tem sete anos de carreira e já fazia Carnaval há três anos. Ele acredita que o convite para tocar no palco é importante para agregar o estilo rap à folia momesca.

“Apesar da demanda o ano inteiro, no Carnaval o ritmo diminui bastante e foi muito interessante essa iniciativa. A expectativa é a melhor expectativa possível. Espero que seja a primeira participação de muitas, trazendo cada vez mais e mais grupos e, claro, também pessoas de fora para se apresentar conosco”, disse o cantor. 

Já na segunda-feira (8), a noite será dedicada ao rap, com apresentações de Raulzito, Okaris, Mr. Deco e Cintia Savoli, com discotecagem da DJ Nai Sena, conhecida na cena black de Salvador. Na terça-feira (9), última noite da programação, sobem ao palco o grupo Back to Back, MC Kaspa, às 20h40 e Kamaphew Tawa, além da banda Aspiral do Reggae e convidados, entre eles Cath Fari. 

O líder do grupo homônimo, Kamaphew, que se apresenta na última noite, afirmou estar contente com o convite para tocar no festival e está animado em mostrar o trabalho e a mensagem transmitida pelo grupo.

“Estou muito feliz e a expectativa é grande. Eu desenvolvo reggae com conteúdo rastafári e pretendo levar canções do álbum mais antigo, Fonte do Saber, e dos trabalhos mais recentes para o Pelourinho. Também estou preparando um DVD para depois do Carnaval e estou executando essas músicas para o povo se deliciar e conhecer a mensagem”, concluiu.

 

Por Emerson Azevedo

Outras postagens de Emerson Azevedo