Portal MF

Coluna Feira Terra de Cultura

Tudo sobre a cultura feirense.
Por Emerson Azevedo

Publicada em 26 de Maio de 2015 ás 22:01:12

Perfil do artista plástico Juarez Paraíso é retratado em produção da TV UFBA

Foto: Divulgação
Programa apresenta vida e obra de personagens clebres no cenrio cultural baiano

 A história de um artista inovador e multifacetado, autor de diversas obras em espaços públicos e privados de Salvador, Juarez Paraíso é personagem do mais recente programa “Perfil”, produzido pela TV da Universidade Federal da Bahia. A partir de uma narrativa conduzida e apresentada pelo próprio convidado, o programa propõe apresentar uma biografia resumida de figuras célebres no cenário cultural. Nas edições anteriores é possível conferir a história do ator e diretor Harildo Déda, da coreógrafa Lia Robatto e do poeta e compositor Capinan. Todos disponíveis no canal da TV UFBA no Youtube. 

O vídeo de 26 minutos faz um passeio pela trajetória do artista, relembrando seus primeiros desenhos na infância, a experiência como aluno e professor na Escola de Belas Artes da UFBA, as críticas em seu trabalho erótico e as repressões sofridas durante a ditadura militar. Juarez apresenta ainda toda a pluralidade do seu trabalho, destacando as principais obras de um acervo fantástico que agrega  diferentes expressões artísticas e variado uso de técnicas - desenho, escultura, pintura e fotografia, entre outras. 

Destaque da segunda geração de modernistas baianos e idealizador da Bienal da Bahia, Juarez seguiu o conselho do pai e se formou em contabilidade, a fim de garantir um trabalho que lhe trouxesse o sustento, mas nunca exerceu a atividade. Continuou seguindo o seu instinto de artista,  abrindo espaço para a experimentação e a pesquisa em seu trabalho nas artes plásticas. 

Paraíso também é defensor enfático de políticas para a disposição de obras de arte em espaços públicos da cidade, não só para a harmonia estética urbana, mas também como uma forma de popularização artística. Autor de murais, passeios e diversas obras públicas em Salvador, algumas inclusive esquecidas e destruídas, Juarez tem trabalhos representativos espalhados pela cidade, como o mural do Hospital Roberto Santos, a Escultura do Parque de Pituaçu  e o painel do Museu Geológico da Bahia.

Por Emerson Azevedo

Outras postagens de Emerson Azevedo