Portal MF

Coluna Intervalo

O destaques do mundo do esporte
Por Cristiano Alves

Publicada em 24 de Outubro de 2015 ás 00:32:42

Intervalo por Cristiano Alves

QUEM SOU EU – Para julgar o posicionamento das pessoas, ainda mais de colegas de imprensa? Nem tenho know-how para isso, porém fico triste em ver determinadas situações como a falta de um maior acompanhamento da seleção feirense no Intermunicipal. É triste ver isso acontecendo aqui, enquanto em outras cidades, a imprensa dá todo o apoio. Respeito a posição, porém acho lamentável. 

CADA UM – Administra a situação da forma que lhe convém, porém não dá para entender que a questão é que a seleção está bem. Merece o nosso apoio enquanto imprensa, mas tem colegas que priorizam outras situações. Fazer o que?  Paciência. O importante é que a FOLHA DO ESTADO faz a sua parte, independente de qualquer situação.

MESMO PORQUE – A concepção que temos é de apoiar o esporte por entender que é um meio de entretenimento importante para a cidade. Por isso estamos lado a lado com a seleção acompanhando a par e passo porque independente de amizades é o nome da cidade, a tradição que estão em jogo.

ASSIM COMO – Estou falando da imprensa, falo também do torcedor, que hoje poderia muito bem encher as dependências da Vila Olímpica, mas infelizmente a perspectiva não é boa, em que pese, o time do treinador Merrinho estar fazendo uma boa campanha e isso por si só é digno de um reconhecimento por parte do torcedor.

PÔXA – Como foi bonito ver na semana passada o estádio cheio em Itapetinga, a torcida jogando com o time. Aqui, se vai 500 pessoas, tá todo mundo comentando , comemorando, o que para mim é um absurdo porque os feirenses foram com força acompanhar os jogos do Fluminense na 2ª divisão. Cadê o povo que lota os campeonatos de bairros? Tá na hora de aparecer e dar um apoio a seleção.

CLARO – Que tem seleções bem armadas como Eunápolis, Uruçuca e Itamaraju, que estão na lista de principais candidatas ao título. Porém os azarões como Remanso, Catu e Feira de Santana, que vêm correndo por fora e mesmo sem ter o mesmo poderio técnico e financeiro já provaram que podem chegar. E nisso que os jogadores feirenses precisam acreditar para chegarem longe.

MUITO SE QUESTIONA – As relações existentes no esporte e dentro deste contexto, tem gente que literalmente torce o nariz para as ações da Liga Feirense de Desportos. Que os dirigentes têm seus defeitos, lá isso eles têm e ninguém dirá ao contrário. Mas numa hora destas, tem que se esquecer as coisas miúdas e se pensar no bem maior. Contudo, que age desta forma é considerado babaca.

DO JEITO – Que as coisas estão vai chegar um tempo, onde as pessoas só vão fazer tudo por dinheiro, coisa que sinceramente abomino porque o dinheiro é importante, mas não deve ser o norteador de relações de qualquer tipo. Mas como minha opinião não vale muito só fico a lamentar este tipo de coisa porque vivemos aqui, é daqui que tiramos nosso sustendo e precisamos valorizar a cidade.

OUTRA PERGUNTA – Que está me queimando os lábios há muito tempo é a seguinte: cadê o Conselho Deliberativo do Fluminense? Alguém pode me responder? Sinceramente tem figuras que teorizam muitas coisas, mas na prática não fazem nada. A letargia é grande porque não consigo entender como os conselheiros não interagem com os dirigentes executivos, até mesmo como uma forma de contribuir com a gestão.

É POR ISSO – Que eu comungo da ideia que tem certas pessoas que deveriam ser apenas torcedores de arquibancada porque só atrapalham e em nada contribuem para o desenvolvimento do Fluminense. Ai agora: os dirigentes precisam tomar decisões que passam pelo Conselho, mas vai decidir o que? O conselho não se reúne em outras oportunidades e seria agora diferente?

O PROBLEMA – É que tem muita gente que só sabe mesmo criticar. Mas coloque lá para ver se faz alguma coisa? E ainda chamam a atual diretoria de amadora. Mas estes amadores fizeram o que os ditos profissionais não fizeram e demorariam para fazer se estivessem a frente. Então tem muitos aí que precisam baixar a bola porque não têm moral de falar nada.

EU SEI – Que o que estou falando aqui não vai agradar a muita gente, mas é o que penso. Não estou agredindo ninguém, porém vai ter muita gente dizendo por aí que isso que estou falando é bobagem. Tudo bem: enquanto me derem este espaço vou seguindo por aqui, desagradando ou não. 

Cristiano Alves - Jornalista - DRT-BA-2300

Colunista de Esporte do Portal MF e Editor chefe do Jornal Folha do Estado 

Por Cristiano Alves

Outras postagens de Cristiano Alves